Felizes e realizadas, essas quatro empresárias de sucesso conquistaram lugar de destaque em suas áreas de atuação e mostram que é possível, sim, ter uma carreira bem-sucedida sem abrir mão da vida familiar e social.

Por: Zilda Brandão

Chieko Aoki – Presidente da rede de hotéis Blue Tree

“Busco muito a excelência nas pessoas, mas busco isso primeiro em mim”

A empresária Chieko Aoki, presidente da rede de hotéis Blue Tree, sempre foi apaixonada por hotelaria e, atualmente, é um dos nomes mais importantes do setor. Seu primeiro hotel foi o Caesar Park, na Rua Augusta, e, em seguida, o Westin, nos Estados Unidos, que foi vendido por seu marido. Após a venda desse hotel e a viúvez, Chieko resolveu abrir uma rede aqui no Brasil. E assim nasceu a Blue Tree, que conta com 22 hotéis no país. Sempre muito focada em seus objetivos, o sucesso chegou e a rede é uma das maiores do setor de hotelaria nacional. Para alcançar o formato que a rede tem hoje, Chieko teve de se empenhar muito: visitou muitos hotéis no exterior, dos mais simples aos mais sofisticados, a fim de adquirir ideias novas ao empreendimento. “Para mim, é muito importante que os hóspedes se sintam bem no hotel, como se estivessem em família, e convivam bem com os funcionários. Só assim terão a oportunidade de conviver com o estilo da cidade e levar a melhor impressão.” Quando indagada se sofreu alguma descriminação por ser mulher comandando uma rede de hotéis,
ela responde: “Aqui não, só no Japão”.


Carla Assumpção – CEO da divisão Consumer Good Business da Swarovski Brasil, Chile e Argentina

“Tenho uma vida regrada e vivo muito bem sendo engajada na minha profissão”

A empresária Carla Assumpção, CEO da Swarovski Brasil, Chile e Argentina, responsável pela divisão Consumer Good Business, começou a trabalhar na empresa há dezoito anos, quando os produtos ainda eram importados. E sua trajetória se confunde – e se funde – com a própria história da Swarovski, empresa que ela viu se formar e crescer aqui no Brasil. Hoje, a marca conta com 80 lojas e 400 pontos de venda, entre aeroportos e multimarcas, além da venda on-line. Ao todo, a empresa tem 380 funcionários entre Brasil, Argentina e Chile. “Nosso lema é levar brilho para a vida das pessoas. Esse brilho vem de várias formas, como a linha de joias e a de acessórios, que é o nosso carro-chefe”, conta a executiva, que trabalha de oito a doze horas por dia. Incansável, ela acredita que o sucesso traz felicidade e incentivo ao trabalho. E, para continuar sua história bem-sucedida dentro da Swarovski, já traçou suas novas metas: “Queremos chegar a noventa lojas e trazer para o consumidor final acesso ao nosso produto, seja na loja física, no Instagram ou no nosso canal on-line. Não acredito na palavra sucesso; acredito, sim, em uma satisfação e em melhorar aquilo que já é bom. É importante estar constantemente curioso e aprender o tempo todo ainda mais sobre o que você já faz”.


Maria Eugênia Dickerhof – Master franqueada da Wolford no Brasil

“Não mudaria nada na minha trajetória”

“Morei em Londres, Paris, Berlim e Mônaco. Conheço quase o mundo todo. Sou relativamente bem-sucedida, e tenho tempo para o meu trabalho e para curtir meus filhos e netos”, assim define Maria Eugênia Dickerhof sobre seu momento atual de vida. Tudo começou há 25 anos, quando ela foi morar na Alemanha. Assim que conheceu a marca austríaca Wolford, apaixonou-se na mesma hora, não só pela beleza de suas meias e underwear, mas também pela qualidade impecável dos produtos. Quando retornou ao Brasil, Maria Eugênia decidiu representar a marca por aqui. Atualmente, ela tem apenas uma loja no Shopping Iguatemi, mas, com a situação econômica do Brasil melhorando, pretende abrir franquias. O dia a dia da empresária, no entanto, não se restringe aos negócios da Wolford. Maria Eugênia também é proprietária da rede de cabeleireiros Shades Studio, que tem unidades no Shopping Pátio Paulista, no Shopping Morumbi, no Hospital Sírio-Libanês e no Hospital Albert Einstein. “Ser proprietária desses salões é maravilhoso, principalmente das unidades que ficam dentro de hospitais. Elevamos a autoestima dos pacientes que estão em tratamento oncológico, e também de seus acompanhantes. É um trabalho muito lindo, inclusive temos doações de cabelos”, explica a empresária, que se diz feliz da vida. E, quando indagada sobre o que é felicidade, trata de responder de imediato: “Felicidade para mim é ver as pessoas felizes, ter filhos exemplares e dois netos lindos”.


Riccy Trussardi de Souza Aranha – Proprietária da Mixed

“Supervisiono todos os detalhes, e sempre peço ao Divino Espírito Santo para iluminar meu caminho”  

Empresária de sucesso no mundo da moda, Riccy Trussardi de Souza Aranha é proprietária da grife Mixed, que tem 18 lojas espalhadas pelos principais shoppings de São Paulo e em várias cidades do Brasil. A sua paixão pela moda, no entanto, começou bem antes de ela criar a Mixed, em 1990. “Quando era mais jovem, minha mãe e minha avó sempre me levavam para assistir aos desfiles do Dener, da Madame Rosita e da Vogue”, relembra Riccy. Nessa época, seu pai era proprietário de uma boutique chamada La Donna, e também de uma fábrica de tecidos, onde ela e as irmãs passavam parte do tempo desenhando modelos, fazendo campanhas, posando para fotos e desfilando para a Fenit, maior feira de moda que acontecia em São Paulo. Com a rotina agitada, Riccy sabe dividir seu tempo entre o trabalho e a família, e faz questão de dizer que tem uma ótima equipe de funcionários no marketing e no atendimento das lojas. Para a empresária, é essencial estar sempre atenta à agenda e às prioridades. Só assim é possível dar contar de tudo. “Sou diretora criativa da marca e me envolvo em todos os processos de criação e desenvolvimento.”

DEIXE UMA RESPOSTA

*

code