O Brasil tem hoje, quarta-feira (08/04), 14.511 casos do novo coronavírus, confirmados pelas Secretarias Estaduais de Saúde e 720 mortes pela Covid-19 .
Desde a confirmação do 1o caso da Covid-19 no Brasil, há 22 dias atrás, uma série de medidas foram tomadas pelos Governos Estaduais para evitar aglomerações e promover o distanciamento social, como precaução visando achatar a curva da evolução da doença. O adiantamento das férias escolares, fechamento de Shopings, comércios, permanecendo em funcionamento somente os serviços essenciais e tomando as devidas medidas de precaução.
06 /02 – Lei da quarentena 
Antes de haver casos da doença no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que trata as normas de quarentena no país e medidas de combate ao coronavírus.A proposta foi enviada pelo Executivo ao Congresso e aprovada na mesma semana como forma de estabelecer regras para a chegada no país dos brasileiros que estavam em  Whuhan, cidade chinesa epicentro da pandemia , e foram trazidos ao Brasil pelo governo brasileiro.
09/02 – Chegada de repatriados ao Brasil 
Chegaram ao Brasil dois aviões da FAB com os repatriados que estavam em Wuhan e deixaram a cidade da China em meio ao período de restrição de circulação no local. Ele precisaram passar 18 dias em quarentena na Base Aérea de Anápolis. Eram 34 passageiros, entre brasileiros e cônjuges chineses.
26/02  – 1º caso no Brasil 
O Ministério da Saúde informou ter confirmado o primeiro caso positivo de coronavírus no Brasil.
 A confirmação também era a primeira da doença na América Latina. O homem de 61 anos que mora em São Paulo tinha chegado de viagem à Itália, país que no início de abril tinha o maior número de mortos pela doença – mais de 15,8 mil. O homem estava assintomático e foi deixado em quarentena domiciliar. Outras 30 pessoas que tiveram contato com ele ficaram em observação, segundo o ministério.
11/03 – Aulas  e serviços suspensos 
O Distrito Federal foi a primeira unidade da federação a estabelecer medidas de distanciamento social. Por meio de um decreto, o governador Ibaneis Rocha (MDB) suspendeu as aulas na rede pública e privada por cinco dias, além de eventos que exigissem licenças do governo do Distrito Federal. Dias depois foram  suspensas também atividades de atendimento ao público e comércios, medida que incluiu restaurantes, bares, lojas, salões de beleza, entre outros.
Ações similares foram tomadas nos dias seguintes
em estados como São Paulo, em 16 de março e Rio de Janeiro, em 17 de março. Os demais estados também passaram a tomar medidas de quarentena.
17/03 Primeira morte no Brasil 
O Brasil teve a primeira confirmação de morte pela Covid-19 em São Paulo.

26/03 Cidades vazias após um mês da doença
No último dia 26, várias cidades do país estavam com ruas vazias  em meio a medidas de quarentena anunciadas pelos governos estaduais.

30/03: Força Nacional na Saúde
Uma portaria assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou o uso da Forca Nacional para dar apoio ao Ministério da Saúde nas ações de combate ao novo coronavírus.
01/04 – MP da redução salarial
Entrou em vigor em 1º de abril a medida provisória (MP) que estabelece o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda.
02/04 – auxílio de R$ 600Foi publicada no “Diário Oficial da União” a lei que cria um auxílio de R$600 Reais mensais, por três meses, a trabalhadores informais, como forma de conter a crise econômica causada pelo novo coronavírus. O Presidente informou que o auxílio deverá beneficiar 54 milhões de pessoas, com custo de R$ 98 bilhões.
Por Danielly Felix 

DEIXE UMA RESPOSTA

*

code