Entre os muitos fenômenos gerados pela pandemia na indústria automobilística, a BMW é protagonista de um. No mês de junho, que registrou uma boa recuperação das vendas de carros, a montadora alemã de automóveis de luxo ficou no 11º lugar do ranking de marcas.

Ao se aproximar da lista das dez fabricantes que mais vendem carros no Brasil, a BMW deixou três marcas de carros populares para trás. Além disso, ultrapassou também a Mitsubishi, que no País vende SUVs de maior valor agregado e a picape L200, mas não atua no segmento de luxo.

Em junho, a BMW vendeu 1.269 carros no mercado brasileiro. Na comparação com o resultado obtido em 2015, quando foi a 15ª colocada no ranking de vendas, a marca alemã saltou quatro posições. Para isso, deixou para trás, além da Mitsubishi, a Citroën, a Peugeot e a Caoa Chery. A Citroën foi a 12ª colocada, com 1.188 emplacamentos, ante os 1.158 da Mitsubishi, 13ª e 1.036 da Caoa Chery, 14ª.

A Peugeot, apesar de ter ficado à frente da BMW em 2019, nos últimos três meses já vinha vendendo menos que a marca alemã. Em junho, perdeu posição também para outra montadora de luxo, a Mercedes-Benz, que somou 953 emplacamentos, ante os 804 da francesa.

Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Avanço da BMW

A escalada da BMW no ranking de vendas é explicada pelo mesmo fator que levou três SUVs compactos com versões de mais de R$ 100 mil a ocuparem posições na lista dos cinco carros mais vendidos do País. A pandemia gerou uma grave recessão econômica no Brasil.

Além da perda de empregos e da redução de salários, há insegurança na hora de comprar bens de alto valor, como o automóvel. Os segmentos de modelos mais populares sofrem mais que os de carros mais caros.

Além disso, marcas que não são de luxo tendem a perder mais que as premium, como a BMW. A montadora alemã também fez sua parte para obter o bom resultado em tempos de pandemia.

Entre as ações, houve o fortalecimento dos canais digitais, a ampliação da oferta de test-drive a domicílio e o pagamento das três primeiras parcelas do cliente que financiou os carros da marca.

Vendas de carros de luxo

Entre os destaques de vendas da BMW em junho, apenas o 320i somou 507 emplacamentos. Com os 54 do 330e e os 18 do 330i, a linha Série 3 registrou 579 unidades emplacadas no mês passado.

Entre as marcas de luxo, atrás de BMW e Mercedes apareceu a Audi, com 670 emplacamentos. A Volvo teve 599 unidades vendidas e a Land Rover, 579.

DEIXE UMA RESPOSTA

*

code