Em meio à pandemia da Covid-19, o mercado de carros de luxo desconhece a palavra crise. Alguns modelos têm fila de espera até 2022.

Um automóvel da BMW, por exemplo, é vendido por R$ 760 mil e tem saída. A montadora teve um aumento de 43% nas vendas no Brasil no primeiro semestre.

No caso de quem desejar comprar um Porsche, por exemplo, terá de esperar de quatro a seis meses para tê-lo na garagem. Werner Schaal, diretor de vendas da montadora, explica que isso acontece devido à crise de abastecimento de componentes da indústria automobilística, problema que afeta o mundo todo e várias marcas.

Motivos

Esse aquecimento do mercado de carros de luxo acontece porque muitas pessoas ricas reduziram as despesas devido às restrições provocadas pela pandemia, deixando de viajar, ir a restaurantes caros e a festas, por exemplo.

Além disso, outro motivo, segundo Arthur Igreja, especialista em inovação e negócios, esses consumidores querem se diferenciar “e ficam com aquele gostinho de querer ter acesso”. “Essas filas de espera criam um movimento de aumento de procura, então quanto mais raro fica o item, nesse caso no mercado de luxo, mais ele é desejado e procurado”, explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

*

code